TOP 5 – POSTS MAIS ACESSADOS DO MÊS DE ABRIL

banner facebook-01-01

Eaê galera, esse mês de abril o blog BOMBOU! E pra quem não conseguiu acompanhar real time, aqui vai um top 5 dos posts mais acessados do mês de abril.

5. MITOS DA CESÁREA, QUEBRA DE RESGUARDO E CINTA MODELADORA

Polêeemico! As três dúvidas mais comuns na cabeça das gravidinhas, numa época onde existe uma guerra fria ( e absurda ) sobre a escolha dos partos eu trago minha experiência pra quebrar alguns tabus e acabar com alguns mitos.

4. A VIDA COMO ELA É

Ai gente, que na minha vida só tem rolado amor isso todo mundo ta podendo acompanhar. Sério se eu pudesse medir o meu nível de felicidade e mostrar pra vocês que todo mundo pode compartilhar dela também! Eu amo o blog, amo vocês, amo escrever pra vocês, amo receber os comentários e criar vínculos com pessoas que talvez eu jamais tivesse a oportunidade de conhecer se não fosse o blog.

3. AS DIFICULDADES DE UM PAI PRESENTE

Um problema que só quem é pai participante sabe, e que já deveria ter sido mudado a muito tempo. E como temos um super pai por aqui, o CURTINDO apoia o manifesto do pai que participa!

2. 5 MITOS SOBRE SER MÃE AOS 20

E com a medalha de prata o post sobre os 5 MITOS SOBRE SER MÃE AOS 20 sob a minha perspectiva, causou discussões e levantou algumas bandeiras, como por exemplo a da independência feminina.

1. LANÇAMENTO: I’M MODEL DA CONTÉM 1G

E o primeiro lugar vai pro post mais menininha do blog, aquele que eu fui cobrir o lançamento da nova coleção I’M MODEL – CONTÉM 1G. E nem preciso dizer o porque ele tá por aqui certo? Além de eu ter adorado ir lá e vivenciar e produzir o conteúdo, todo mundo quer saber sobre essa nova linha mais acessível de uma das marcas de make mais incríveis do mundo.

É isso galera, espero que gostem desse tipo de post, eu acho divertido relembrar e analisar o que as pessoas estão procurando por aqui. Esse mês de maio promete muito, vai ter vários posts especiais dia das mães… Sigam a gente nas redes sociais, no instagram eu sou @adenisecardoso e no http://facebook.com/curtindoavidaatres e no snapchat: dnise.c . Beijos e até a próxima :*

Mitos da cesárea, quebra de resguardo e cinta modeladora.

22782386ef6d29004a159e2ac7b5aada

Oiee! Parece que faz mil anos que eu não apareço por aqui, as coisas andam meio corridas nessa nossa vida, e eu tenho muitas coisas pra contar. Hoje eu vou falar sobre minha recuperação ( resguardo ), minhas experiencia com parto cesariano, e cinta modeladora pós parto.

Exatamente hoje ( 26/01) acaba os meus 40 dias de resguardo, porém como toda mãe de prematuro sabe, isso não nos pertence. Acontece que com tantas preocupações, a rotina de hospital e a luta pela recuperação dos nossos filhos acaba que fica impossível termos os 40 dias que o corpo precisa pra se recuperar de tantas mudanças repentinas, além é claro de ter um tempo a mais pra curtir o pequeno. No meu caso foi assim, houveram poucos dias em que eu pude de fato ter um bom descanso, todos os dias desde o parto até aqui foram agitados – uns mais que os outros. Eu não sou médica e não sei quais de fatos serão as consequências de tudo isso no futuro, mas acreditem, consegui passar pela quebra do resguardo sem grandes complicações.

Não, eu não to dizendo que a partir de agora todas as mulheres não devem mais se resguardar, é claro que eu queria ter tido esse tempo pra mim mesma, poder deixar meu corpo respirar e se readaptar, poder andar de pijama pela casa, não me preocupar com o meu cabelo ou porque a minha barriga ainda não desinchou, não surtar porque minhas roupas não cabem em mim e achar que o problema sou eu, e ter Luna juntinho de mim. Ver minha filha lutando contra os problemas da prematuridade me da forças pra levantar todos os dias da cama e ir pro hospital, mesmo tendo que ter uma rotina pesada pra quem acabou de fazer uma cirurgia, e em nenhum momento senti que isso era um “peso” ou me arrependi de algo. O que complica tudo, acreditem, é a opinião alheia. Eu sei que não devemos ligar pro que os outros dizem e blablabla, mas quando pessoas próximas a você fazem certos comentários ( por mais inocente que seja ) isso machuca mais do que espirrar no primeiro dias pós parto.

Eu sempre tive problemas de auto-aceitação, sempre tive medo de estar acima do peso e coisas assim. E vejam, estar a cima do peso não é algo ruim, a menos que isso faça mal a sua saúde. No entanto o padrão de beleza imposto pela mídia sempre foi algo que me deixava muito pressionada e eu nunca soube lidar direito com isso. Daí você acaba de gerar uma vida e todos querem que você saia da sala de parto com o melhor cabelo do mundo, maquiada e sorridente. E depois disso eles querem que você fique escondida durante 40 dias pra se “recompor” e se isso não acontecer, Ok! Você é forte, mas e a cinta? Cade? Vai mesmo querer ficar com essa barriguinha pro resto da vida? E esse cabelo? Quando vai poder pintar? Acho melhor você tirar mais uns dias de descanso afinal acho que ainda não ta 100%.

Quando eu ainda estava grávida e procurava saber sobre os tipos de parto sempre li e ouvi que o parto cesariano é a pior coisa do mundo, cortam 7 camadas de pele e você nunca mais volta ser a mesma pessoa. De fato eu não voltei e acho que nunca mais vou voltar a ser o que era antes, mas muito mais porque me vejo alguém que cresceu com experiências do que por ter passado pela cirurgia. Meu corpo foi se acostumando com minha rotina e me servindo no tempo certo – o meu tempo. A medicina evoluiu muito do tempo de nossas mães pra cá, e a cesariana ( bem feita ) não é mais nenhum bicho de sete cabeças, com alguns cuidados como não fazer força, evitar se abaixar, evitar longas caminhadas no começo, ajudam você a ter uma vida quase normal pós parto.

A cinta modeladora pós parto foi algo que me ajudou muito no começo, depois da cirurgia ( e do anestésico ter passado ) eu me sentia muito dolorida e insegura pra me levantar e andar e tudo mais, mas como eu precisava ir até a UTI ver a minha filha e ir ao cantinho do leite, não tinha jeito, eu tinha que levantar. Eu usei duas cintas, a primeira foi uma da YOGA com abertura frontal que vai até a baixo dos seios, ela custou R$ 250,00 , e eu gostei muito! Ela é de abotoar, então eu podia por ela deitada sem precisar fazer muito esforço além dela ser bem durinha o que me proporcionou uma firmeza maior, me sentia mais segura pra andar ou sentar quando estava usando ela. Depois de um tempo quando meu corpo ja estava menos dolorido e eu ja conseguia me sentir mais a vontade passei a usar uma cinta body que cobre os seios e abotoa na parte de baixo, custou R$ 40,00 na Renner e apesar de não ser tão firme quanto a outra me deixava bem confortável.

Hoje eu uso cinta apenas quando me sinto insegura com meu corpo, e ao conversar com meu médico descobri que depois de um tempo ela mais atrapalha do que ajuda, já que alem de apertar muito seus músculos ela impossibilita a sua pele respirar direito. Mas como disse antes não consigo lidar com a reprovação alheia em relação ao meu próprio corpo, o Bruno tem me ajudado muito com isso, em nenhum momento ele me criticou ou algo assim, pelo contrário ele sempre conversou comigo a respeito de dar tempo ao meu corpo e não dar tanto ouvido as outras pessoas. Por isso deixo aqui as gravidinhas/mãezinhas de plantão um apelo, não se cobrem tanto, ja somos grandes mulheres por ter passado pelo que passamos, independente de ter tido uma gravidez normal ou não.

É isso gente, espero que tenham gostado. Beijoos :*