Decorando o Quarto do Bebe: Check List

IMG_3474

Ja sabemos que é muito difícil pras gravidinhas conseguirem se organizar na hora de decorar o quarto do bebe, por N motivos que só nós mesmas conseguimos entender, afinal a correria é diária e certas coisas escapam da nossa memória. Vimos no post “Decorando o Quarto do Bebe: Por onde começar? as primeiras coisas que devemos levar em consideração antes de iniciar qualquer reforma, agora vamos por a mão na massa!

Eu criei com todo o carinho do mundo uma Check List com alguns itens importantes pra confecção do quarto, pra baixar é só clicar aqui e baixar o pdf que ja está todo configurado pro formato A4. É só um modelo, você pode adicionar outros itens se achar necessário. Agora deixa eu explicar como funciona.

Referências.

Nas referências você vai começar fazendo algumas pesquisas, podem ser na internet, em revistas, na televisão ou em qualquer lugar que você encontre inspiração. Da uma olhada no meu pinterest, criei um painel de referencias para quarto de bebe.

É importante colocar na lista coisas como “estilo de parede, pinterest”, “iluminação, revista decora baby” assim você não esquece onde viu coisas que lhe interessaram.

Tente ser básica, afinal não vai caber tudo na lista, pra isso crie pastas com as fotos ou recortes que você acumulou, lembre que tudo isso é apenas referência, não é nada legal copiar fielmente o gostoso mesmo é o toque pessoal da mamãe e do papai.

Orçamento.

Você ja fez toda a sua pesquisa e foi nas nuvens com tudo que encontrou e pegou pra ser sua referência, agora é hora de por os pés no chão e saber quanto você de fato pode gastar. Analise seus gastos e priorize o que tiver prioridade, não meta os pés pelas mãos pra ter o quarto dos sonhos, você não precisa fazer disso uma corrida de cavalo, se não dá pra fazer tudo agora não tem problema, vá comprando o que falta aos poucos.

É legal você ter uma noção de quanto as coisas valem na vida real, e é com esses dados que você vai preencher o item orçamento. Quanto custa o revestimento de parede? Pintura ou Papel de parede? Quanto custa os móveis? Quanto eu estou disposta a pagar pela decoração? Desse jeito você pode ter uma noção de quanto vai precisar e quanto você pode gastar.

A dica mais preciosa que eu tenho pra dar é: se você tem uma boa grana invista em móveis que irão durar mais e que podem acompanhar o crescimento do seu filho, como berço que vira cama, guarda roupa com boas divisórias, esses móveis geralmente são bem caros mas em compensação não vai precisar troca-los tão cedo. Mas se a grana tiver mais apertada, pense mais na segurança do que em modelo e estilo, seu bebe vai crescer rápido e logo logo vai perder aquele berço lindo que custou muito caro só porque tinha um detalhe mais moderno ( e nada funcional ), assim o prejuízo não vai ser tão grande e rapidinho você vai ter mais grana pra mudar os móveis de acordo com o crescimento dele.

Cores e/ou Tema.

Depois de ja ter visto inúmeras referências, e ja ter uma noção do que quer, é a hora de decidir algumas coisas. Eleja duas cores principais (no minimo), tente mesclar tons brandos com tons marcantes assim o ambiente fica leve, não necessariamente elas precisam ir direto na parede você pode colocar uma cor mais suave nas paredes e ir pontuando com cores mais vivas nos objetos de decoração, desse jeito não corre o risco de dar dor de cabeça no bebe caso você escolha o vermelho como cor marcante por exemplo. O mesmo vale para o tema, em alguns lugares chaves como no conjunto do berço ou no kit higiene, não precisa ser nada exagerado, mas tenha certeza do que vai usar pra não correr o risco de ficar o samba do criolo doido. Se você escolheu ursinhos como tema, nada a ver você por corujas no meio.

IMG_3476

Móveis básicos.

Aqui a lista é simples, quais móveis precisam ter no quarto do bebe para que tudo funcione direitinho? Vamos lá;

  • Berço;
  • Armário Pequeno;
  • Cômoda/Trocador;
  • Poltrona de amamentação;
  • Cama pra babá (opcional);
  • Mesinha lateral pra ajudar na amamentação;
  • Ar condicionado;
  • Abajour…

Procure nas lojas que você confia, lembre-se do seu orçamento e preencha a lista com o nome, o modelo, e a loja onde você pretende comprar.

Objetos de decoração.

Um dos itens mais legais, aqui você vai escolher apenas o que vai enfeitar o quarto. Inspirada nas referências temos um mundo de opções pra deixar o lugar mais aconchegante. Pode apostar em itens como: almofada decorada, prendedor de cortina de acordo com o tema, adesivo de parede, móbile, baby door, brinquedos, quadros… Se você tem uma grana boa da pra encontrar a maioria desses itens em lojas de brinquedo e decoração. Mas se o orçamento for mais enxuto pode se arriscar a por a mão na massa também, existem inúmeros DIY no youtube mega fáceis que você pode tentar sem medo de ser feliz, além de se divertir não vai pesar tanto no bolso.

Outros.

Em outros fica a seu critério, você pode tentar resolver coisas como iluminação, ou serviços de mão de obra. Pode colocar observações como ” pedir orçamento de baby door ” e por ai vai. Sugiro que imprima duas folhas, na primeira você e o papai podem ir preenchendo com tudo que vier na mente, sem medo de serem felizes ou grandes preocupações, na segunda preencha com as idéias filtradas. Quanto mais cedo você começar a se organizar, mais tempo você vai ter para erros e acertos, imprima quantas achar necessário até chegar aos itens certos, assim não há chances de arrependimentos e dinheiro gasto desnecessariamente.

IMG_3478

Eu espero de coração que tenha ajudado alguém. To tão feliz com esse post que vou ficar dias admirando ele #aquela. Tudo nele foi produzido com muito carinho especialmente para as gravidinhas de plantão não ficarem mais perdidinhas na hora de se organizar pra decorar o quarto do pimpolho. Não esqueçam de deixar seus comentários a respeito do que acharam, e se tiver alguma sugestão ou dica é tudo muito bem vindo por aqui.

Até o próximo post, beijos :**

3 DICAS PARA AS MINHAS FOTOS DE GRÁVIDA

4e3b0fe7c4a0da07c951bd9b34eb481d

“Fotografar é congelar o momento é travar um instante, é segurar o tempo é tornar tudo importante, cada detalhe se mostra, cada cor se revela, nada se deixa passar, nada é irrelevante. É observar o segundo pela forma mais bela, é ter nas mãos o tempo. Tão fascinante quanto o poder é poder fotografar… ” (desconheço o autor)

O meu amor por fotografia nunca foi segredo pra ninguém e quando engravidei a primeira coisa com que sonhei foram com as minhas fotos de grávida. Estamos no hospital e blablabla já falamos disso aqui. E sim! Isso poderia ser um grande empecilho pra mim, PO DE RIA. Ainda não descobri a forma ideal, nem o melhor ângulo, nem como deixar o cenário mais impressionante, maaaas como já estamos chegando no sétimo mês, e pra quem não sabe é a época que a barriga está mais empinada, já esta na hora de por as idéias em prática.

Eu ainda não criei um perfil no Pinterest especifico pro blog, o que logo logo será resolvido, mas é de lá que eu tiro a maioria das minhas referências for everything, e dessa vez não foi diferente. Vou colocar aqui umas das fotos que eu mais gosto em ensaios de grávida.

foto01

Eu particularmente gosto de fotos que contam histórias, não sou muito fã daqueles ensaios de grávida que fazem a mulher parecer que não passa de uma encubadora, gosto das fotos que mostram a historia do casal. O pai é tão importante quanto a mãe no processo de construir um bebezinho, então porque exclui-lo nesse momento?

Caso você não tenha se planejado com antecedência ou se não tiver com uma grana boa sobrando não se desespere, com um pouco de criatividade e disposição da pra organizar um ensaio caseiro e divertido. Chame as amigas e o maridão pra te ajudar, se alguém tiver uma câmera com boa definição melhor ainda, capriche nas poses, nos looks e principalmente divirta-se. Aqui tem algumas idéias do que da pra fazer com pouca grana.

foto02

Agora, quem tiver uma boa grana pra investir em um ensaio com um profissional saiba que vale muito a pena e o resultado é surpreendente. Aposte em um profissional conhecido, alguém em quem você possa confiar, dê uma boa olhada nos trabalhos dele, veja se é o tipo de fotografia que você procura, saiba o que ele pode lhe oferecer ( ensaio externo, interno, book, cabelo, maquiagem… ), não tenha medo de conversar sobre suas idéias, o profissional deve entender exatamente o que você sonha pra que não haja frustrações na entrega das fotos e o mais importante DI VIR TA – SE!

foto03

Em todos os casos o importante mesmo é ( mais uma vez ) se divertir, não existe outra fase na vida que se iguale a gestação, a expectativa de ter seu bebe no colo e de conhece-lo é muito boa e enquanto esse momento não chega porque não tirar o máximo de proveito de tudo? As fotos vão lhe ajudar quando a sua memória começar a falhar, vai te ajudar a ilustrar as histórias que contará para o seu filho quando ele começar a se interessar pela própria existência, afinal quem nunca né?! Por isso se joga! Prometo que não haverá arrependimentos apenas satisfação completa

E quando eu fizer o meu aqui no hospital posto pra vocês darem uma olhada. Até o próximo post, beijoooos :*

Nome do bebe

baby-name-surprised

Pensa em algo difícil de escolher é nome de filho, vou te contar! Eu tenho a impressão que ou é algo que você escolhe na hora e pa pum! ou é algo que protela por meeeeses até não ter mais jeito ( o que foi meu caso ). É tantas as coisas pra se pensar, e hoje em dia lembrar do bullyng na hora de escolher o nome do pimpolho é muito importante.

Eu e Bruno sempre optamos por nomes curtos, nada de nomes compostos ou que tivessem muitas letras. Nomes americanizados estavam fora de cogitação, e mesmo assim foi muito difícil chegar a um consenso. Quando você para pra pensar a respeito percebe que existem nomes que embalaram uma geração inteira, tudo por conta do que tava rolando na mídia naquele momento, no Brasil novelas são grandes influenciadoras na hora de escolher o nome, assim como filmes, esporte e até mesmo na área religiosa. Um bom exemplo é Arthur, um nome que marcou uma geração por conta do técnico de futebol, da mesma forma que de cinco anos pra ca explodiram Isabellas no mundo inteiro por conta da mocinha de crepúsculo. Acreditem se quiser mas até Khaleesi entrou no ranking dos nomes da moda. Dracarys!

Não há regras, e eu não vejo nada de mais em colocar um nome mais famoso no filho, acho que a forma como cada mãe e pai pensa no próprio filho é única e isso ja faz uma grande diferença. Mas pros papais que querem optar por um nome menos comum o Babycenter fez uma lista dos 100 nomes mais usados no Brasil em 2014, vale a pena dar uma olhada.

O meu bebe ja tem nome, seja menino ou menina, mas ainda estamos decidindo se vamos procurar saber antes do nascimento ou se esperaremos para o dia em que nascer. Confesso que gosto desse misteriosinho.

Gravidinha

large (1)Engraçado como a maioria das pessoas escrevem melhor quando estão tristes e eu só consigo escrever quando estou realmente de boa com a vida. Que toda gestação é única todos já estão cansados de saber, mas acredito que em todas as experiencias há algo que todas que ja tivemos o privilégio de estar gravidinhas já passamos. Vou falar um pouco da minha gestação pra vocês.

O começo: tudo é muito assustador, pais de primeira viagem, adultos jovens. A primeira coisa que vem a mente é E AGORA? Como faremos? E nossos trabalhos? Faculdade? Vida Social? Planos para o futuro próximo? Essas são só algumas das questões que vem em nossas mentes quando não planejamos um filho. Dias e noites pensando em todas as coisas que eu teria que abrir mão e na reação de todas as pessoas que são importantes para mim. Tem um HUMANO se formando dentro de mim e eu não sei se estou preparada pra isso, não sei se estou disposta a abrir mão da minha “liberdade” pra me dedicar em tempo integral a uma outra pessoa.

Hoje eu posso dizer que eu tive quase todos os sintomas de uma gravidez padrão, mas lembro que na época tudo tinha uma desculpa mais plausível. Tive enjoos. Meu corpo, que antes mais parecia de uma tripa seca, começou a ganhar novas curvas. Indisposição 24h por dia, eu podia dormir uma semana inteira que ainda sim me sentia cansada. E tudo isso eu botava a culpa em outras coisas, gastrite, verme, falta de academia, comendo besteira demasiadamente. Denise você ta grávida? EEEEU?! Eu mesmo não! Porém sim. Não era possível, Bruno não acreditava ser possível também, todas as desculpas que pensávamos pareciam ser mais coerentes do que uma gestação, até o dia em que resolvemos por um fim nas dúvidas e então vieram os testes.

large2

Os testes: dois testes de farmácia e um Beta HCG não eram o suficiente para nós dois. Marcamos uma consulta a uma ginecologista, precisávamos ouvir dela. A consulta foi meio estranha, sentados lado a lado em uma recepção não muito grande, esperando a nossa vez, não sei descrever quem tava mais nervoso. Outros casais nos circundavam e nenhum deles pareciam ter na cabeça as mesmas dúvidas que tínhamos. Todos pareciam ser bem mais velhos e mais resolvidos que nós dois, e apesar de ja ter 22 anos e Bruno estar beirando os 30 nos sentíamos como dois adolescentes.

Nossa vez! – Dra., estamos com suspeita de estarmos grávidos. – Nunca fui muito boa em prestar atenção nas mudanças do meu corpo, nessas que envolvem menstruação e tudo mais pior ainda, não conseguia responder direito a nenhuma das perguntas dela. Fizemos um toque, e gente vou dizer uma coisa, que coisinha mais desconfortável. Ela riu da gente e perguntou se ainda tínhamos alguma dúvida, era mais do que evidente, um bebe vinha por ai. Por incrível que pareca a ficha ainda não tinha caído, esse dia tava sendo meio louco pra nos dois. Ela nos encaminhou pra outro consultório, dessa vez um de imagens. O cenário era o mesmo, pessoas grávidas pra todo lado. Acredito que não tenha demorado tanto, mas uma eternidade nos pareceu. Sentar naquela cadeira pela primeira vez foi uma sensação estranha, hoje eu me lembro como um passado bem distante, mas não se passaram nem 3 meses. Tudo aquilo era muito novo para nos dois, e eu olhava pro Bruno e via o nervosismo estampado no rosto dele, o meu não devia estar muito diferente.

Parecia um filme, desses de comedia romântica que fala sobre gravidez. Um consultório grande, cheio de aparelhos e monitores. Uma decoração branda e nada intimista. Uma cadeira parecida com a de dentista e outra para o acompanhante. Camisa para cima e gelzinho gelado na barriga, começou o exame. Minhas mãos tremiam e eu não entendia nada do que tava parecendo na tv, até que… Surprise! Estávamos grávidos de 15 semanas, e isso quer dizer que ja tínhamos um bebe completo dentro de mim, o médico pegou ótimos ângulos, conseguimos ver seu rosto, sua barriguinha, inclusive tem um que ele ta dando tchauzinho. Mas foi quando ele nos colocou pra ouvir a batida do coração que eu não me aguentei. Meu Deus que emoção, não consigo me lembrar de um dia como aquele. Lagrimas escorriam pelo meu rosto sem sombras de dúvida e todas aquelas questões que eu citei a cima simplesmente desapareceram, era lindo, e bastou olhar pro Bruno pra saber que ele partilhava dessa mesma emoção comigo. Eu não saberia explicar ao certo como eu me senti naquele dia, minha cabeça formigava com tantas coisas que eu pensava ao mesmo tempo, não conseguia organizar as ideias, era turbulento e eu precisava de calmaria pra poder pensar por mim mesma de novo.

ultraSom

Internação: Não durou muito, sabíamos que nossas vidas tomariam um rumo completamente diferente a partir de então, mas nunca poderíamos prever que nos levaria até aqui. Algumas noites após a nossa primeira ultra-som acordei no meio da noite e pensei que tinha feito xixi na cama, acordei o Bruno, não sabia o que tava acontecendo, e devido a nossa falta de experiencia não sabíamos o que fazer, decidimos esperar até a manhã seguinte pra irmos ao médico. BAM! Primeira porrada. Minha bolsa tinha se rompido, aquilo era liquido amniótico que estava vazando, e pela imaturidade do nosso bebe era quase certeza que ele não iria sobreviver. Oligoidramnio acentuado/severo, uma palavrinha difícil mas que eu nunca mais vou esquecer na minha vida. Em outro post falarei melhor sobre isso.

E foi no dia 28 de Agosto de 2014 que nossa jornada hospitalar começou, desde então estamos morando literalmente dentro de um quarto de hospital, gracas ao meu bom Deus temos pessoas que nos ajudaram muito com tudo que temos passado, e a essas pessoas nós devemos a nossa vida, nunca nos esqueceremos. Há dias ruins, mas a maioria deles são bons e alguns chegam a ser espetaculares. Hoje eu to com 26 semanas e 6 dias e todos os dias faco ultra-som pra saber se meu bebe, que aliás ainda não sabemos se é menino ou menina, está bem. E mais uma vez gracas a Deus ele tem se saído muito bem, com um pouco mais de 1 kilo, apesar de tudo indicar o oposto, ele tem se desenvolvido muito bem.

Sabemos que nossa batalha ainda não esta no fim, e que o bebe vai precisar muito da nossa ajuda depois que nascer, mas com certeza ja trilhamos um longo caminho e passamos por obstáculos que médico nenhum consegue acreditar. Nosso bebe vai nascer prematuro e não vai tardar muito, ja estamos na expectativa desse dia chegar. Mas sabemos que assim como ele foi forte pra sobreviver até aqui com tantos obstáculos, temos certeza que ele vai tirar de letra esse tempo na incubadora.

O post foi completamente pessoal, e ficou enoooorme, também sei que não da pra tirar uma base do que seria uma gestação normal, mas falar um pouco sobre como foi chegar até aqui foi bom pra mim. Vimos como o sistema de saúde funciona em Manaus, mesmo em hospitais particulares existem diversos absurdos que não deveriam existir. Num outro post falarei sobre o que é o oligohidrâmnio e esse eu sei que ajudará muita gente.

bjs e até o proximo post :** da gravidinha mais feliz do mundo.