O Milagre de Natal

large

Eu sei que o natal já passou, inclusive, espero que tenha sido ótimo para todos assim como foi pra minha família. Mesmo assim achei digno compartilhar com vocês um pouco sobre o melhor natal das nossas vidas.

Primeiro quero comentar sobre o status da Luna no hospital, pra quem não viu tem um post inteiro e GIGANTE sobre o nascimento, e talvez seja bom dar uma lida pra se localizar na história ( é só clicar aqui ). Como tinha comentado no post padecendo no paraíso, Luninha tinha conseguido em uma semana o que médicos disseram que demoraria meses, ou seja, saiu da UTI. Hoje ela ta pesando bem menos do que quando nasceu, o que é extremamente normal a qualquer recém nascido ( prematuro ou não ), porém, pra ela poder vim pra casa e ficar conosco precisa pesar em média 2kg, e o peso dela atual é de 1,500kg. A boa noticia é que ela não precisa de mais nenhum aparelho, consegue respirar sozinha e não apresenta nenhum risco de infecção, porém sua pele é muito fininha e isso ajuda a evaporar rápido de mais o peso que ela ganha. Apesar de não estar mais em risco a progressão é lenta e quanto menos esforço exigirmos dela mais rápido ela conseguirá atingir a meta de peso.

As visitas na UTI são feitas duas vezes ao dia, uma pela manhã e outra no fim da tarde, mas eu tinha encasquetado que ninguém me impediria de ver minha filha na noite do dia 24/12, e como sempre Bruno fez da minha loucura a dele. A parte boa de ter passado tanto tempo no hospital é que todo mundo nos conhece por lá, eu disse TODO MUNDO, do segurança ao cirurgião, andando pelos corredores até pessoas que eu nunca vi na vida me perguntam como vai a saúde da minha filha, e isso nos ajudou muito nessa noite. Chegamos de mansinho dizendo que queríamos dar feliz natal a nossa filha e os seguranças que já eram íntimos do Bruno nos deixaram entrar, chegando na UTI, a recepção estava vazia e isso me fez logo ter medo de pegar uma bronca, ainda bem que o Bruno me arrastou e conseguimos falar com uma enfermeira lá de dentro.

– Podemos só dar um feliz natal a nossa filha?

– Ok, mas não demorem!

Que incrível! Do jeito que estávamos fomos ao pé da encubadora, ficamos olhando pra nossa pequena perfeição, o primeiro natal dela, o nosso primeiro natal em família e só podíamos olha-la. Um sono tão gostoso, o mundo inteiro em festa lá fora e o que eu mais queria era poder encolher e ficar agarradinha la dentro com ela. Alguns bons minutos passaram, eu e Bruno não conseguíamos ir em bora, parecia que algum ímã estava ligado. Choramos, nos abraçamos, desejamos feliz natal a ela e decidimos que era hora de partir, foi aí que o milagre de natal aconteceu.

O enfermeiro chefe apareceu na hora e nos perguntou porque já estávamos indo se ainda nem tínhamos pegado ela no colo. Meu coração disparou, acho que meus olhos ficaram maior que minha cabeça, a cara do Bruno estava tão engraçada quanto, fomos pegos de total surpresa, nunca imaginávamos que isso seria possível, largamos um ” e pode? “, não sei, mas acho que nossa felicidade era tão grande que não há com o que comparar. Rapidamente vestimos todos os equipamentos de segurança e ficamos a espera do nosso presente.

Preciso confessar que essa foi a primeira vez que coloquei um bebezinho no colo, toda desengonçada, nem sabia como segurar. Ela é tão pequena, tão frágil que fiquei morrendo de medo da minha brutalidade machuca-la, a enfermeira me mostrou como eu deveria fazer e colocou ela nos meus braços, demorou um pouco pra eu conseguir uma posição boa pra mim, tava tão nervosa que nem uma estátua era mais travada do que eu. Depois de um tempinho tentando finalmente consegui, eu estava tão maravilhada com aquela situação que me faltavam palavras, o mundo ao meu redor tinha parado e eu não queria estar em outro lugar além dali. Ela estava tão confortável em meus braços, eu e Bruno estávamos tão felizes que mal vimos a hora passar, quase virávamos o natal por ali mesmo.

Segurar minha filha no colo foi a melhor experiencia da minha vida, e no natal tudo se potencializa, eu não poderia ter recebido presente melhor que esse. Saímos do hospital anestesiados, parecia que tínhamos visto anjos ( e tínhamos mesmo ). Não conseguímos tirar nenhuma foto, mas esse momento vai ficar guardado pra sempre em nossas memórias. Hoje pra facilitar a vida dela e o ganho de peso o ideal é que ela fique quietinha dentro da encubadora, mas eu aguardo ansiosa o dia em que poderei coloca-la em meus braços novamente.

Anúncios

CUIDADOS COM A ALIMENTAÇÃO NA GRAVIDEZ

83e9bbbaf8e6de7ae3e9c6e5da1592bc

Existe assunto mais legal de se tratar que comida?! Acho que não, e o momento é propício, o natal ta quase ai batendo em nossas portas e nós gravidinhas estamos mais do que ansiosas de passar nossa primeira virada de ano com o título de “mamãe”. Mas nem tudo são rosas meu bem, existem alguns cuidados que devemos tomar, principalmente com a nossa alimentação, já que tudo o que ingerimos também pro organismo do nosso bebê.

É claro que isso difere muito de pessoa pra pessoa, o ideal é consultar seu nutricionista e perguntar quais alimentos você realmente deve evitar, provável que ele avalie seu histórico familiar em busca de alergias, já que na gravidez as coisas tendem a se potencializar, pode vim a pedir também alguns exames a procura de hipertensão, diabetes, intolerâncias e por ai vai… Mas eu fiz uma listinha do que é propenso a fazer mal num contesto geral. Fiquem alertas!

Carne mal passada.

Eu não sei vocês, mas pra mim churrasco bom é churrasco com o boi andando ainda. Eu sou basicamente #aloka da carne mal passada, e na minha família todo mundo tem esse hábito. Porém, existem muitos riscos no consumo de alimentos nesse ponto para as gravidinhas, é muito difícil sabermos da procedência da carne, a menos que seja friboi não temos nenhuma garantia da boa qualidade e por esse motivo é muito importante cozemos ou assarmos bem a carne antes de ingeri-la, desse jeito o risco de algumas bactérias, bastante comuns nesses tipo de carne, ficam fora do nosso organismo e de tabela não prejudicam nosso filhote.

Café e bebidas energéticas.

Esse tipo de bebida causa alteração na frequência cardíaca de qualquer um, por conta da cafeína, em nós gravidas é extremamente perigoso ja que nessa fase a mulher naturalmente possui essa frequência alterada, devido a maior circulação de sangue no corpo. Além de levar nossa pressão arterial nas alturas, também pode fazer muito mal ao desenvolvimento do bebe. Como eu disse varia muito de um organismo pro outro, mas na dúvida, é melhor não arriscar.

Porco e seus derivados.

Quem que não gosta de um bom pernil nas festas de fim de ano? Eu gosto de mais, mas na gravidez o nosso sistema imunológico fica super ativo, ou seja as substancias tendem a se potencializar, você já ouviu sua avó falando que porco é reimoso? Pois é, não existem estudos que comprovem isso, mas também não podemos contrariar a sabedoria dos mais vividos. Invista no peru esse ano!

Chá.

Eu não consigo entender como a maioria das pessoas não gostam de chá, uma boa caneca de chá, no frio, com um livro na mão é uma das minhas combinações favoritas. E adivinhem só! também pode nos fazer mal, afinal é uma erva ou a casca de alguma arvore e em qualquer circunstancia pode conter substancias que façam mal ao nosso organismo, mesmo que até agora nunca tenham feito, mas lembram que o nosso sistema imunológico ta potente? Há inclusive o risco de intoxicação o que é extremamente nocivo ao feto.

Bacalhau.

Na minha família a tradição do bacalhau talvez seja maior que a do próprio peru no natal. Aqui não é bem uma proibição, mas, mais um alerta para que o consumo não seja exagerado. Assim como a carne seca, o bacalhau também é conservado no sal e se a gravidinha tiver problemas com pressão alta é melhor nem por na mesa, agora se não tiver ou estiver sob controle algumas garfadas não farão mal, com bastante cautela é claro.

Bebidas alcoólicas.

As bebidas alcoólicas costumam ter um efeito tóxico no organismo de qualquer um, no nosso não é diferente. Não há malefícios se você beber uma taça pequena de vinho ou brindar a virada de ano com um espumante, o que não pode é passar disso, já que uma vez que ingerimos algo ele também é consumido pelo nosso bebe.

Sushi e Sashimi.

Ta bom que esses pratos não são tão comuns no natal dos brasileiros, mas desde que eu internei no hospital e tive que parar completamente de comer comida japonesa, que eu tanto amo, tenho sentido uma imensa falta, principalmente de sashimi. Porém senhoras e senhores, nenhuma comida é boa o bastante pra eu por a vida do meu bebe em risco, as comidas orientais, principalmente as que levam frutos do mar, são extremamente perigosas por basicamente serem servidas crua. A chance de contrair uma infecção ou uma doença ainda pior como a toxoplasmose, que é extremamente perigoso ao bebe, é muito grande , com certeza não vale o risco.

No mais, gente, é se jogar nas guloseimas de fim de ano que todo mundo adora, não esqueça de sempre consultar obstetra e nutricionista para possíveis particularidades, fora isso, tente não se preocupar tanto com o seu peso, depois que o bebe nascer você vai precisar de muita energia pra cuidar do pimpolho e aqueles 10 quilos extras ( no meu caso ) vão sumir rapidinho.

Esse foi mais um post com o selo Especial de Fim de Ano do Curtindo a Vida a Três, espero que estejam gostando. Para sugestões ou dicas já sabem, é só comentar a baixo, e caso estejam gostando que tal compartilhar com suas amigas? Beijos e até mais :**